Desempenho dos portos gaúchos em 2023 é o segundo melhor dos últimos cinco anos

PortosRS/Divulgação

O presidente da Portos RS, Cristiano Klinger, destacou que a transformação do modelo de gestão do porto possibilitou uma administração mais autônoma da autoridade portuária

Os portos do Rio Grande do Sul finalizaram 2023 com um crescimento geral de 13,8% se comparado com o ano de 2022. Segundo a autoridade portuária, esse é o segundo melhor resultado dos últimos cinco anos. Os dados mostram ainda uma movimentação total de 44,8 milhões de toneladas, sendo que o crescimento na unidade Rio Grande foi de 14,4%; na unidade Pelotas, 5,2%; e na unidade de Porto Alegre, 2,6%.

Passaram pelas hidrovias gaúchas em 2023,3.691 embarcações, sendo 2.971 delas com destino ao Porto do Rio Grande, 571 para o Porto de Pelotas e outras 149 em direção ao Porto de Porto Alegre. Os granéis sólidos foram a maioria dos produtos movimentados, com 29.312.912 toneladas.

O primeiro ano completo de atuação como empresa pública permitiu a realização de obras estruturantes que deram maior mobilidade, agilidade e modernidade para o principal porto marítimo do estado. Algumas delas já foram concluídas e outras, como a do novo Portão 2, devem ser finalizadas e entregues em breve à comunidade portuária.

O presidente da PortosRS, Cristiano Klinger, destacou que a transformação do modelo de gestão do porto possibilitou uma administração mais autônoma. Além disso, foi possível reverter durante o ano prejuízos causados por eventos climáticos extremos. Paralelamente aos desafios, também foi possível avançar em entregas na infraestrutura, como, por exemplo, com investimentos em tecnologia no complexo portuário.

“Passamos um primeiro ano ainda em transformação, e esse é um grande desafio ainda em prática. Destaco como uma grande entrega, o investimento feito em melhoria da infraestrutura, que traz ganho de eficiência e competitividade. Quando a gente olha para o futuro, a gente traz a concretização dos planos que estão na nossa pauta e a conclusão dos investimentos da modernização das estruturas de acesso aos nossos portos, além da sequência dos planos de investimento com dragagem e arrendamento de terminais, com isso tornando nosso complexo portuário um HUB da região”, afirmou.

Créditos de imagem: PortosRS/Divulgação